Sem vagas, cemitério de Tocantins toma ação revoltante para dar fim aos mortos mais pobres

0
171

Após a notícia de que o cemitério público de Araguaína, localizado na região norte de Tocantins, está lotado, um ambiente de polêmica foi instaurado no município.

O problema é decorrente da falta de espaço para que novos corpos possam ser sepultados no cemitério municipal. Diante disso, a prefeitura local tomou uma medida que está causando revolta entre os moradores.

Para aqueles que não possuem condições financeiras para enterrar os seus parentes em um cemitério particular, a única saída possível será oferecer a cremação dos corpos.

De acordo com informações administrativas, o Cemitério São Lázaro está atualmente superlotado, sem condições de receber novos defuntos. Após seis décadas de existência, as estimativas são de que hajam aproximadamente 40 mil corpos sepultados.

A principal polêmica diante da cremação, é a forma como ela está sendo indicada, como sendo a única saída viável, não havendo outra escolha para os familiares.

Além disso, a questão é polêmica, e foi levantada pelo vereador local, Geraldo Silva (MDB), o qual afirma ser de caráter muito complexo a questão da cremação, pois muitos não admitem o ato diante dos corpos de seus familiares, além daqueles que não o fazem por questões de ordem religiosa.

A prefeitura afirma que, mesmo havendo contradições, esta deverá ser a medida a ser adotada por enquanto, pois até o momento não há outra possibilidade, além da cremação.

Uma previsão definitiva ainda não foi pensada, e o assunto deverá fazer parte das discussões do Executivo e Legislativo nos próximos dias, diante de toda a repercussão negativa tida no município de Araguaína.



Fonte

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here