Mulher é impedida de comprar sorvete para filhos no McDonald’s e alega que sofreu racismo

0
153

Uma mãe ficou furiosa por tentar entrar em uma lanchonete do McDonald’s para comprar sorvete para seus filhos, porém, segundo ela, foi impedida por um segurança de entrar no estabelecimento comercial.

Esta unidade da McDonald’s fica em um bairro de classe média alta em São Paulo e Fernanda Vicentina da Silva diz que foi vítima de racismo, pois é negra e no local só havia pessoas brancas.

A mulher estava com dois filhos pequenos e ela acredita que o segurança a confundiu com uma pedinte. O caso aconteceu nesta última segunda-feira, dia 25, por volta das 18h20. Fernanda, 35 anos, tem uma filha de 3 anos e um filho de 7, ela alega que sofreu racismo na unidade da McDonald’s localizada na rua Domingos de Morais, Vila Mariana.

Como ela está desempregada no momento, para conseguir dinheiro e sustentar os filhos, ela sai de porta em porta vendendo panos de prato e também costuma ficar nas entradas de algumas estações de metrô. A mãe garantiu que não estava pedindo nada, pois queria era comprar o sorvete.

Eu tenho pressão alta e meus filhos têm bronquite. Tinha ido no hospital e quando saí com os meninos eles disseram ‘mãe, quero sorvete e lanche’“, alegou a mãe, explicando que já estava com o cartão para entregar ao atendente, quando o segurança chegou e já foi logo xingando, mandando ela sair dali.

Fernanda contou que começou a chorar, ao ser chamada de vagabunda e os filhos também choraram. Clientes teriam amparado a mulher e orientaram que ela chamasse a polícia.

De acordo com o McDonald’s, o segurança é terceirizado e já foi afastado. A mulher conseguiu registrar um boletim de ocorrência e receberá ajuda de uma advogada para levar o caso adiante.



Fonte

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here