Mais de 500 crianças sofrem acidente doméstico com armas de fogo em 3 anos no Brasil

0
261

Foi feito um levantamento de dados que constatou que entre os anos de 2015 e 2018, 518 crianças de até 14 anos de idade foram internadas em decorrência de acidentes domésticos com armas de fogo no país. Essas informações foram levantadas pelo jornal Folha de São Paulo e elas pertencem ao Ministério da Saúde.

Ao longo desses três anos, os acidentes foram decorridos tanto de armas legais quanto ilegais. Em janeiro deste ano, mesmo sob críticas de especialistas no assunto e em segurança pública, o porte de armas foi facilitado através de um decreto.

Significando que todos os brasileiros com mais de 25 anos de idade e que nunca tiveram qualquer condenação ou não tiveram que responder por nenhum processo criminal, está apto a ter porte de armas. Há outros critérios de que a pessoa tenha uma ocupação lícita e residência fixa.

Além disso, é preciso comprovar capacidade técnica e psicológica para que seja concedido o porte de armas de foto, porém não é necessária que seja confirmada necessidade para o porte.

Quem tem crianças em casa precisa fazer declaração de que há um local seguro para guardar o objeto, como um cofre, por exemplo, para evitar que elas tenham contato com a arma, não significando que assim os riscos sejam completamente eliminados.

Triste exemplo

Em 7 de agosto de 2017, Alexandre Rosa Farias, de 7 anos de idade morreu depois de ser atingido por uma bala de uma espingarda que ele brincava na casa de seu tio. No mesmo ano, a família já havia perdido a irmã de Alexandre, Kemily Vitória da Rosa Faria, de 5 anos, vítima de bala perdida.



Fonte

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here