Greve dos caminhoneiros pode ser antecipada, eles estão furiosos com a alta do diesel

0
310

Estava marcada uma paralisação dos caminhoneiros para o dia 21 de maio, mas foi só a Petrobras reajustar o diesel que a categoria já pensa em antecipar e conclamar uma greve. Os caminhoneiros estão revoltados com o aumento de 10 centavos no preço do combustível, conforme foi anunciado nesta quarta-feira (17) e já começaram a ameaçar uma paralisação nos próximos dias.

A expectativa é que a greve em todo o Brasil seja de, no máximo, dez dias. Wanderlei Alves, mais conhecido por todos como Dedeco, disse que ‘esse governo está louco’. Dedeco foi um dos principais líderes da paralisação em 2018 e também ficou revoltado quando soube da alta de 10 centavos para o diesel. Ele explicou que um caminhoneiro que gasta R$ 9 mil por mês com combustível, passará a ter um gasto extra de R$ 900 mensais.

Eu deixei as minhas intenções bem claras para o governo federal. A paralisação estava marcada para o dia 21 de maio, mas, se houvesse aumento no preço do combustível, íamos parar tudo antes“, revelou Dedeco, acrescentando que se dependesse dele a paralisação começaria na segunda-feira, dia 22, porém, é uma decisão que se toma em conjunto, mas nos próximos dias isto ficará definido.

Segundo o caminhoneiro, a solução agora seria estagnar o preço do diesel e ficar assim até que se tenha um piso mínimo para o frete. Para ele, não tem como a conta fechar porque o frete não sobe, mas o combustível está sendo reajustado sempre.

O aumento de 10 centavos no preço do diesel foi anunciado por Roberto Castello Branco nesta quarta-feira (17) e entra em vigor já a partir de amanhã. O reajuste surpreendeu os caminhoneiros que agora voltam a conversar em grupos de WhatsApp sobre a possibilidade de antecipar a greve.



Fonte

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here