avô de Guilherme, responsável pelo massacre em Suzano, chora ao falar sobre o neto

0
222

O avô de Guilherme Taucci contou no Domingo Espetacular que ficou revoltado quando descobriu que o neto havia feito um massacre na escola Raul Brasil, em Suzano.

O idoso contou ao repórter que comprou celular, computador e tudo que podia para que ele tivesse condições de ter uma vida melhor, porém, o rapaz escolheu o caminho do crime e por um bom tempo planejou o ataque que terminou com a morte de jovens, adultos e deixou muitos feridos, física e psicologicamente.

No vídeo divulgado pela Record, o repórter conversou com o avô de Guilherme e o idoso foi às lágrimas ao falar sobre o que seu neto fez.

A escola Raul Brasil recebeu uma nova pintura, foi completamente lavada e a partir desta segunda-feira (18), estará realizando várias atividades para receber alunos e professores, mas a presença não é obrigatória, a intenção é que aos poucos todos possam superar seus traumas.

Terapeutas e psicólogos estarão à disposição de todos aqueles que precisarem. Não há previsão de quando as aulas retornarão, mas muitos alunos já disseram que não conseguem mais entrar na escola onde viram seus colegas serem assassinados.

Benedito Luiz Cardoso, 57 anos, não gosta de falar muito sobre o caso e nem de dar entrevistas, por isso conversou pouco tempo com a reportagem da Record. Apesar de receber apenas um salário mínimo, criava o neto e fazia de tudo para que ele pudesse vencer na vida. Ele tem medo de sofrer represálias e até evita sair de casa, pois teme que o pior possa lhe acontecer.

Assim como todos os brasileiros, o senhor Benedito tenta entender o que aconteceu e o que teria levado o neto a cometer um crime tão bárbaro.



Fonte

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here